Publicado por: Alex Lobo | 18/10/2013

LIXO ESPACIAL – UMA NOVA DISCUSSÃO JURÍDICA

terra_vista-da-lua_1024x768Desde que o homem começou a se aventurar no espaço, em 1969 quando o primeiro homem pisou em solo lunar, o Astronauta Neil Armstrong, as viagens e expedições do homem se tornaram constante. Desde então diversa expedições multinacionais se tornaram freqüente no espaço, e com isso, o homem foi deixando para trás módulos de ônibus especiais, sondas, equipamentos e objetos de uso pessoal dos astronautas, principalmente em solo lunar onde se encontra um verdadeiro sítio arqueológico.

Alguns materiais ainda em uso constante em contato com a terra como os holofotes refletores de sinais, outros se encontram abandonados até mesmo vagando pelo espaço, impossível e desnecessário o seu retorno para a terra. Segundo o cientista Jayme Mathews, professor de astronomia da Universidade de BritishColumbia no Canadá, esses objetos podem ajudar a responder algumas questões, como o tipo de material que agüentaria as condições em solo lunar; A durabilidade desses objetos em contato freqüente com a radiação cósmica.  O receio desses cientistas é com a intensificação das viagens para a lua, o satélite vire terra de ninguém ou terra de todo mundo.

RTX10IIFA exemplo, a China planeja fazer um pouso não tripulado até o final do ano, e enviar astronautas em 2015. A grande preocupação é que os futuros exploradores tenham cuidado em preservar artefatos históricos como o primeiro objeto feito pelo homem a pousar no satélite, a nave soviética Luna 2, informações segundo o cientista Barry professor da Universidade British Columbia no Canadá. É preciso também ter um cuidado especial na manipulação desses objetos caso sejam trazidos de volta à Terra para estudos. Em 1969 tripulantes da Apollo 12 coletaram equipamentos de dentro da sonda Surveyor 3, enviada a Lua dois anos antes. A chegar aqui foi constatado que os artefatos estavam contaminados por bactérias do gênero Streptococus. Acredita-se que a contaminação ocorrido no laboratório terrestre, onde foram analisados.

amostra_nasaAtualmente tramita no Congresso Americano um projeto de autoria da Deputada Edwards que propõe que os locais de pouso das missões Apollo na Lua sejam transformados em Parques Históricos Nacionais sob Jurisdição dos EUA. Surgindo uma nova discussão Jurídica Internacional. Teoricamente o projeto é inconsistente com o Tratado do Espaço, afirma Crotts. O acordo firmado em 1967 entre EUA, Reino Unido, a antiga União Soviética, foi assinado por mais de 102 nações. Segundo o Tratado Internacional estabelece que os corpos celestes são patrimônio da Humanidade e não pode ser reivindicados por nenhum país.

Segundo o professor Jaymie Mattheus, os EUA não podem estabelecer uma reserva na Lua Unilateralmente, mas o país poderia liderar o esforço frente às Nações Unidas para estabelecer uma proteção. A exemplo da Antártida, no Polo Sul, um continente sem Jurisdição Política e Soberania, onde sua exploração se destina apenas para pesquisas Científicas. Assim como o Brasil que possui uma base de Pesquisa liderada pela Marinha do Brasil e outras instituições Privadas.

rockfaceapollo2Alguns objetos que pousam na lua desperta curiosidade, como as duas bolas de golfe arremessadas pelo astronauta Alan Shepard, tripulante da Apollo 14. Segundo o que ele disse na volta à Terra, a primeira delas caiu a 40 metros dele, em uma cratera chamada Javelin. A segunda teria caído mais longe: 180 metros graças à baixa gravidade e a ausência de ar, que poderia oferecer alguma resistência. Se encontrada e trazida de volta à Terra, essas bolas valeriam milhões. O grande temor para os cientistas é que esse time de raciocínio tome conta a cabeça dos próximos exploradores onde a descoberta científica perca a sua objetividade.

Sem falar ainda em que a Nasa está projetando viagens turítiscas ao solo Lunar, onde de primeira valeria milhões, onde esse dinheiro se destinaria para o investimento de novas pesquisas espaciais, como na exploração de Marte. Dificil de achar são pessoas que não teriam curiosidade de avistar a terra da lua, assim como avistamos e admiramos a beleza e os mistérios desse satélite natural.

Astronauta

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: